Tuesday, June 18, 2013

Top 500

    Estava lendo uma notícia que dizia que o supercomputador mais rápido do mundo atualmente é o Tianhe-2.
    Isso despertou minha curiosidade para os 500 supercomputadores mais rápidos do mundo: http://www.top500.org/statistics/list/
    Levando-me por fim a seguinte estatística: 

Sistema Operacional (kernel)
Número de supercomputadores:
Linux
476
Unix
16
Mixed
4
Windows
3
BSD Based
1

    Meu computador já tem o Sistema Operacional da maioria dos supercomputadores, já é um primeiro passo. ;-)

Sunday, June 2, 2013

Cuidado com Malware

    Estava lendo uma discussão no Slashdot e me dei conta que é preciso esclarecer a diferença entre vírus e malware, pois se fala muito da segurança do Linux em relação ao primeiro, mas grande parte das pessoas se sentem protegidas também para o segundo, o que não é bem verdade.  Ou seja, os conceitos se confundem, como neste blog.

    Vírus: é um programa que infecta seu computador sem sua intervenção. Para isso o sistema precisa ter alguma vulnerabilidade. 

    Malware: é um programa que infecta seu computador com sua ajuda. Para isso o usuário precisa ser descuidado, ele é a vulnerabilidade. 

    A infecção por malware acontece quando alguém é ludibriado por exemplo por uma suposta foto ou arquivo de texto anexado em um email. A pessoa salva o arquivo e tenta abri-lo, executando-o e possivelmente comprometendo seu sistema. Qualquer sistema pode ser comprometido através de um usuário que pode executar programas. 

    Então fica a lição: não basta um sistema seguro, é preciso um usuário seguro para não ter seus dados expostos. 

Saturday, April 20, 2013

Olhando para nossa realidade - Abril de 2013

    Este blog é voltado para hacks no Ubuntu/Linux, mas não consegui evitar postar este comentário tangencialmente relacionado a este tema. 
    A constatação é que vivemos em uma era muito primitiva e selvagem em termos de comunicação digital. Quem não está cansado de receber "spam" e ver golpes pela internet? Eu estou. E minha indignação foi maior hoje, não por ler mais um email golpista (em resumo dizia que um milionário faleceu em outro país, e que eu poderia ficar com parte da herança), mas porque, ao invés de apagar, eu quis que o autor fosse devidamente punido. Então percebi que não existe uma polícia para nos defender desses bandidos. Aproveitando, também estou indignado de morar neste país governado e tomado por ladrões e delinquentes, paraíso dos ludibriadores. Atenção bandidos: venham para o Brasil, aqui você pode roubar, etuprar, traficar e matar e seus "direitos humanos" serão respeitados. Se tiver um mal advogado, e tiver cometido um crime "hediondo", poderá ficar no máximo 7 anos preso. 
    Espero que um dia possamos olhar para trás e nos horrorizarmos com essa realidade. 
    O máximo que fiz foi reportar spam para o Google e responder o seguinte: 
"​​Hello ​​Nafisha​. Please tell me your bank account so I can give some money to you. What else do you want?​I hope you get arrest for trying to apply a scam. ​Sincerely. "
    E o email que recebi:
==> Caro André Desgualdo Pereira...por favor resposta da Sra. Nafisha Bhagwant da Índia.Quero pedir desculpas por este e-mail não solicitado de serem enviados para você via Internet. Estou ciente de que esta não é a melhor abordagem para promover uma relação de negócios, mas por causa das circunstâncias e urgência em torno desta reivindicação, eu decidi contactá-lo através deste meio.Eu sou a Sra. Nafisha Bhagwant, da Índia. Fui designado conselheiro pessoal Engr falecido. Luis Carlos Pereira na empresa de segurança onde eu trabalho. O falecido era um empreiteiro, na Índia, antes de sua morte, ele depositou um cofre de segurança na empresa de segurança onde eu trabalho. O cofre depositado contém a soma de EURO 5,600,000:00, mas o falecido declarou como bens pessoais. Como o  conselheiro pessoal atribuído ao falecido, eu estou mandatado pela empresa de segurança de apresentar qualquer membro da família do falecido para reivindicar esse cofre de segurança antes de ser confiscado. Na verdade, eu estou ciente de que você não está de forma alguma relacionado com o falecido, mas com o mesmo nome "Pereira" com ele a possibilidade de que esta abóbada de segurança será liberado para você. Tudo modalidade necessário, de acordo com a Lei está no local para ajudá-lo a reivindicar este cofre de segurança. Tenha em mente que este negócio é de 100 por cento livre de risco e estão legalmente protegidas tanto na Índia como no seu país. Após este acordo, vamos compartilhá-lo de 45 por cento para você, 10 por cento deve ir para o centro orfanato em qualquer lugar do mundo e os restantes 45 por cento serão meus. Uma vez que você responder, eu vou fornecer-lhe todos os detalhes e também aconselhá-lo com os procedimentos necessários para fazer com que esta reivindicação successful.Thanks e que Deus nos abençoe. 
da Sra. Nafisha Bhagwant nafisha_bhagwant@rediffbox.co.in

[editado em 21/04/2013]

   Enquanto não há nada oficial, há comunidades combatendo os scammers. Esta é uma que ensina a ajudar nesta luta: http://www.thescambaiter.com/vb5/Baiting101 .

    E este é um exemplo de combate [hilário]:
 http://postarchives.entensity.net/040105/scam.htm


    Já é alguma coisa ;-)

 


Friday, April 19, 2013

Armazenamento na nuvem - 2

    Quando o Ubuntu One foi lançado em 2009, fiquei frustrado devido a baixa velocidade de sincronização, não sei se por um bug como o 640309, ou se por estar na periferia do mundo, longe da civilização. 
    Mas o que me fez desistir deste serviço e usar outro foi o receio de apagar por engano algum arquivo importante e não poder recuperar, a não ser entrando em contato com o suporte
     Não temas mais. Descobri que os arquivos apagados pelo programa vão parar na lixeira do computador. Isso, e mais a promoção de 20G por 6 meses para quem comprar ao menos uma música ($ 0,99, isto é, algo em torno de R$ 2,00) me fez reconsiderar usar este serviço. 
    Foi uma experiência bastante agradável passear pela loja virtual e escolher um álbum do meu agrado (por curiosidade, escolhi Vamos Pro Mundo).

    Outras observações: 
    1) Meu convite para o Ubuntu One, com ele nós dois ganhamos 500MB: https://one.ubuntu.com/referrals/referee/147706
    
    2) Cuidado pois se o arquivo for removido pelo terminal (ou seja `rm ~/Ubuntu_One/Pasta/Arquivo_Importante`ele desintegra para sempre).

    3) Estou decepcionado com o Copy citado na postagem anterior pois ele não sincronizou automaticamente de modo confiável em alguns testes que fiz. Eu tenho a esperança que o problema seja resolvido com uma atualização. Por enquanto serve como um armazenamento remoto manual... 

Um abraço ;-)    

Saturday, April 6, 2013

Armazenamento na nuvem

"Copy" é um programa de armazenamento e sincronização parecido com o "Dropbox", mas que oferece mais espaço. Inicialmente 5G, e +5G (para quem for rápido pois é uma promoção) cada vez que alguém instalar o programa seguindo o link do seu convite. 

O link do meu convite é: https://copy.com?r=PULfej 
Se você usá-lo nós 2 ganharemos +5G ;-)

Instruções 
  
1) Entre no site e baixe o programa (convite: https://copy.com?r=PULfej )
2) Extraia o programa:  

3) Duplo clique no arquivo chamado "CopyAgent": 
4) Pronto!


O "Copy" tem a vantagem de oferecer bastante espaço, enquanto o "Dropbox" permite que você recupere os arquivos apagados nos últimos 30 dias. 
[Editado em 07/04/2013]

Ambos "Copy" e "Dropbox" permitem recuperar arquivos apagados por engano. A seguir as instruções para o primeiro.

Recuperar arquivos apagados no "Copy".

1) Clique no ícone > Preferências


2) Escolha Manejar Meus Arquivos


3) Undelete





Veja aqui (www.omgubuntu.co.uk) a comparação entre diversos serviços como esse.

ps.: para quem preferir o Dropbox e quiser um convite, o meu é http://db.tt/AytqwYMI


Thursday, August 2, 2012

Banco do Brasil 2

Que difícil fazer o site desse banco funcionar!

Os passos que eu achei que tinham funcionado da outra vez não devem estar completos pois desta vez não funcionou. Porém, depois de instalar diversos programas e tentar muitas coisas, consegui fazer funcionar, desta vez com o Firefox. Mas não vou arriscar dizer o que foi exatamente que fiz porque foram muitas tentativas e não sei se, ao desfazer algo que aparentemente não funcionou, acabei deixando para traz alguma peça importante.

Só sei que tudo que fiz está aqui: https://help.ubuntu.com/community/Java


Saturday, July 7, 2012

Backup das Configurações

Inspirado pelo desafio Ubuntu App Showdown publiquei um programa que fiz.

O programa faz um backup das configurações pessoais (arquivos e pastas ocultos na pasta pessoal), que inclui papel de parede, atalhos, e configurações dos programas.

O objetivo é poder facilmente recuperar as configurações em uma nova instalação ou em outro computador.

Algumas imagens:






Para instalar: 

sudo apt-add-repository ppa:desgua/sbk && sudo apt-get update && sudo apt-get install sbk




Friday, June 15, 2012

Banco do Brasil

É o banco que às vezes nos causa problemas para o acesso pela internet. Eu consegui acessar usando o Opera.


1) Primeiro instale o icedtea-plugin (sudo apt-get install icedtea-plugin),
2) Faça o download do Opera,
3) Duplo clique no arquivo baixado para instalá-lo.

Sunday, June 3, 2012

Como corrigir erros do disco.

Com o passar do tempo o disco rígido (hd) e também o sólido (ssd) podem conter setores defeituosos, onde dados não devem ser gravados pois não poderão ser lidos posteriormente. O defeito não pode ser reparado, mas o sistema operacional deve saber quais são os setores defeituosos para não tentar usá-los. Para isso, devemos:


1) Inicializar o computador por um cd ou pendrive ("Live-CD"),

2) Usar o comando "sudo fdisk -l" para saber os nomes das partições. Por exemplo:


desgua@desguai7:~$ sudo fdisk -l

Disk /dev/sda: 120.0 GB, 120034123776 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 14593 cylinders, total 234441648 sectors
Units = sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disk identifier: 0x000065cf

Device Boot Start End Blocks Id System
/dev/sda1 * 2048 55360143 34170072 83 Linux
/dev/sda2 55362243 334110700 83030233 5 Extended
/dev/sda5 160157696 334110700 37101504 83 Linux
/dev/sda6 55362243 140157692 39807715 83 Linux

Partition table entries are not in disk order


Isso mostra que os nomes das minhas partições são "/dev/sda1", "/dev/sda2", "/dev/sda5" e "/dev/sda6".


3) Por fim use o comando "fsck.ext4" (substituir ext4 pelo sistema de arquivo usado) para buscar setores defeituosos em cada partição (você receberá uma mensagem de erro se tentar fazer isso no disco, sem especificar qual partição, isto é, se tentar usar "/dev/sda" no lugar de "/dev/sda1") e consertá-los. Como isso pode levar muitas horas, sugiro juntar a verificação de todas as partições em uma única linha e ir dormir ;-) (levou mais de 3h para corrigir os erros do meu disco ssd sata 3 de 120 GB). O comando ficaria assim:


sudo fsck.ext4 -cDfty -C 0 /dev/sda1 ; sleep 10 ; sudo fsck.ext4 -cDfty -C 0 /dev/sda5 ; sleep 10 ; sudo fsck.ext4 -cDfty -C 0 /dev/sda6


-c – checar por setores defeituosos
-D – otimizar os diretórios
-f – forçar a checagem mesmo que o sistema de arquivos aparente estar saudável
-t – mostra estatíscas do tempo (use -tt para mais informações)
-y – assuma a resposta "sim" para todas as questões
-C 0 – mostra o progresso no terminal

Referência: 1.

Tuesday, April 10, 2012

Truecrypt Safety

From time to time someone asks if Truecrypt is really secure (1, 2). I think the concern is raised from a legal point of view that gets sometimes misunderstood. I will explain that below. From the other point of view, that is from the user, Truecrypt can keep your files safe from even FBI, provided that you have a strong password. There is a famous case of Daniel Dantas. This is from Wikipedia:
"In July 2008, several TrueCrypt-secured hard drives were seized from Daniel Dantas, who was suspected of financial crimes. The Brazilian National Institute of Criminology (INC) tried for five months (without success) to obtain access to TrueCrypt-protected disks owned by the banker, after which they enlisted the help of the FBI. The FBI used dictionary attacks against Dantas' disks for over 12 months, but were still unable to decrypt them."
The real concern is from a developer point of view, well analysed by lawyers from Red Hat. The problem is that besides be free as in "free beer" and open source, Truecrypt is not "free as in freedom". You cant use it as you wish. You cant make money out of it. You can be sued even if you respect the License agreement!. This discussion explain the License agreement:
These remarks are against v2.5 of the TrueCrypt license:
Section III:
1. d. : This provision requires distribution of source code if you distribute "Your Product". However, it says
To meet this condition, it is sufficient that You merely include the source code with every copy of Your Product that You make and distribute . . . *provided that You make the copies available to the general public free of charge*; it is also sufficient that You merely include information . . . about where the source code can be freely obtained . . . with every copy of Your Product that You make and distribute . . . *provided that You make the copies available to the general public free of charge*.
This is ambiguous, but the best reading of "the copies" seems to refer to "every copy of Your Product that You make and distribute". That therefore means that if you distribute modified versions of TrueCrypt, you cannot charge for copies. That is non-free.
Section VI, Paragraph 2:
The license says:
NOTHING IN THIS LICENSE SHALL IMPLY OR BE CONSTRUED AS A PROMISE, OBLIGATION, OR COVENANT NOT TO SUE FOR COPYRIGHT OR TRADEMARK INFRINGEMENT.
(...)
While Fedora certainly has no intent to commit copyright infringement, our counsel advises that licenses are promises not to sue. If Fedora complies with all of the conditions and/or obligations imposed by this license, we would not be protected from a lawsuit from TrueCrypt. If we cannot rely on this license granting us copyright permissions, counsel advises us that this license is non-free.

Monday, April 2, 2012

Imposto de Renda 2012

Mais uma vez o Leão...

Aqui vai como no ano passado um comando para baixar os programas para elaborar a declaração e para transmiti-la.

Um grande abraço e boa sorte!


cd /tmp && wget http://dl.dropbox.com/u/4098082/IRPF2012 && gksu chmod +x /tmp/IRPF2012 && /tmp/IRPF2012

Saturday, June 18, 2011

Montar uma pasta ftp pela linha de comando

Vivendo e aprendendo...
Antes eu mostrei como montar uma pasta pela linha de comando usando o samba.
Agora vou mostrar como fazer o mesmo usando ftp. Eu tentei usar o sshfs sem sucesso. Então mais uma vez consultei o ArchWiki, e lá estava a configuração mais simples possível: https://wiki.archlinux.org/index.php/Mount_FTP 


O que temos que fazer é instalar o curlftpfs, e então:
sudo curlftpfs 192.168.0.100 /pasta/local -o user=usuario:senha,allow_other
(em negrito as variáveis que você deve mudar, auto-explicativo, não?)


Um abraço!

Sunday, May 29, 2011

Apagando o espaço em branco

Já comentei como recuperar um arquivo acidentalmente apagado. Mas seguindo as postagens sobre protegendo os dados do nosso computador, recuperar um arquivo apagado é o que não queremos que seja possível. 
Então vamos transformar todos aqueles zeros e uns do espaço em branco em apenas zeros. 
O comando é o seguinte: 
cd /caminho/ate.a.particao/a.ser.limpada/
dd if=/dev/zero of=zero.$RANDOM bs=1024 count=900000
Repita o segundo comando trocando o número após o "count" pelo espaço que ainda há livre no drive. Depois é so apagar os arquivos gerados.



 

Ecryptfs

Quinze dias atrás eu expliquei como criptografar um diretório (arquivo, partição, pendrive, disco externo, etc). Mas que adianta ter isso em um notebook desprotegido? Ou seja, você guarda seus arquivos importantes criptografados, mas se alguém rouba seu laptop tem acesso às senhas guardadas automaticamente no seu computador pelo seu browser, documentos, fotos, etc.
Quando você instala o Ubuntu você tem a chance de criptografar sua pasta pessoal. Mas e se você não optou por isso, e agora mudou de idéia? A seguir explicarei como criptografar sua pasta pessoal após já ter instaldo o sistema operacional.


1) Criando um novo usuário
Isso será necessário pois os comandos a seguir devem ser feitos com usuário que terá sua pasta home criptografada deslogado.
Vá em Menu > System > User and Groups e escolha "Add" para adicionar um novo usuário.  
Depois vá em "Advanced Settings" e dê a ele a permissão de administrar o sistema.
Faça o logout do seu usuário e entre no recém criado.


2) Backup
Antes de mais nada, atualize o backup de sua pasta pessoal, por precaução.


3) Comandos


a) Instale ecryptfs-utils cryptsetup (sudo aptitude install ecryptfs-utils cryptsetup).
b) Criptografe:
sudo ecryptfs-migrate-home -u seu_nome_de_usuario             
Substitua "seu_nome_de_usuario" pelo seu nome de usuário.
c) Importante: antes de desligar o computador, é necessário se logar no seu usuário. Teste se consegue ler arquivos antigos e criar novos.
d) Proteja a área de swap:
sudo ecryptfs-setup-swap 
4) Limpando
Tudo terminado, você pode ir em Menu > System > User and Groups e apagar o usuário criado em "1", e depois ir em /home/ e apagar a pasta "seu_nome_de_usuario.7y3X0vjM".


Aqui para mais informações: http://bodhizazen.net/Tutorials/Ecryptfs/


That's all folks.


Sunday, May 22, 2011

Montar uma pasta compartilhada usando o terminal

Esses dias minha avó e eu concluímos que quando entendemos como fazer alguma coisa, parece que nunca mais vamos esquecer. Mas a verdade é o contrário.


Então para montar uma pasta pelo terminal é preciso primeiro instalar um pequeno programa chamado "smbfs". 


Depois, o comando é o seguinte:  
  
sudo mount -t cifs uid=1000,gid=1000 //NAS/pasta_compartilhada /mnt/pasta_local


Você pode deixar o comando mais "automático" criando um arquivo com seus credenciais:


1) Crie o arquivo: gedit ~/.smbcredentials 


2) Copie isto e salve: 

username=seu.nome.de.usuario
password=sua.senha


3) Proteja este arquivo para ninguém descobrir sua senha: 

chmod 700 ~/.smbcredentials && chown root ~/.smbcredentials && chattr +i ~/.smbcredentials


E o comando fica assim: 
sudo mount -t cifs -o credentials=/home/seu.nome.de.usuario/.smbcredentials,uid=1000,gid=1000 //NAS/pasta_compartilhada /mnt/pasta_local 




É isso ;-) 


 




Published with Blogger-droid v1.6.9

Tuesday, May 17, 2011

Como proteger seus arquivos


Acredito que o melhor modo de proteger seus arquivos é os encriptando com o Truecrypt. Até hoje o FBI não conseguiu entrar nos arquivos do Daniel Dantas: link


Aqui vão as instruções (penso que o modo de fazer é o mesmo em qualquer sistema operacional). 


## Se você for preguiçoso, o seguinte comando substitui os passos 1, 2 e 3 ## 

rm -R ~/truecrypt.instalacao/ ; mkdir ~/truecrypt.instalacao/ && cd ~/truecrypt.instalacao/ && p=$(uname -p) && echo $p && if [ $p = "x86_64" ] ; then wget http://www.truecrypt.org/download/truecrypt-7.0a-linux-x64.tar.gz ; else wget http://www.truecrypt.org/download/truecrypt-7.0a-linux-x86.tar.gz ; fi ; tar -xf ~/truecrypt.instalacao/truecrypt-7.0a-linux* && ~/truecrypt.instalacao/truecrypt-7.0a-setup* 


1) Faça o download do programa em www.truecrypt.org (preste atenção se seu sistema é de 32 ou 64 bits. No Linux basta digitar isto no terminal: uname -p)






2) Extraia o arquivo compactado:  
  




3) Execute a partir de um terminal:






4) Aceite os termos e intale o Truecrypt:






5) Precisamos deixar o pendrive (ou hd externo) livre de partições antes de criar a encriptação. Para isso abra o "Disk Utility" e escolha "Desmontar" ("Unmount") e a seguir "Formatar o Drive" (que é diferente de "Formatar o Volume").  
  








6) Abra o Truecrypt e escolha "Create Volume"









7) Depois escolha "Create a volume within a partition/drive", avance e depois escolha o pendrive:













8) Agora escolha o algorítimo para a encriptação.




 -- Você pode testar a velocidade de cada algorítimo clicando em "Benchmark":
  


9) Depois é só escolher a senha e o formato da partição (obs.: o formato FAT é o mais compatível entre os diversos sistemas operacionais).
 










Pronto! 
Existem inúmeras formas de montar o volume criado. Vou mostrar 3:


### Pelo Truecrypt ###


1) Abra o Truecrypt e clique em "Select device".










2) Escolha o volume (p. ex. /dev/sdb:)




3) Por fim clique em "Mount".






### Pelo Terminal ###


1) Abra um terminal e digite: 


truecrypt --mount /dev/sdb




### Criando um Lançador ("Atalho") ###


1) Clique com o botão da direita no Desktop e escolha "Create Launcher..."




2) Dê um nome (p. ex. "HD Externo") e coloque o seguinte comando: "truecrypt --mount /dev/sdb". 






3) Resultado:




# Atenção #


Lembre-se sempre de desmontar antes de desligar o computador ou remover o pendrive (ou HD Externo). Para isso use o próprio Truecrypt, ou digite o comando "truecrypt -d /dev/sdb" (substituindo "/dev/sdb" pelo caminho correto) ou crie um lançador com esse comando.


Aprovietem ;-)


Em homenagem à minha querida irmã.

Saturday, April 9, 2011

Imposto de Renda 2011

Esta é para facilitar a vida para meus amigos que ainda não iniciaram sua jornada para a declaração do imposto de renda 2011.
Basta copiar e colar no terminal que os programas necessários serão instalados.


mkdir ~/IR.2011 && cd ~/IR.2011 && wget http://dl.dropbox.com/u/4098082/IR2011.sh && sudo chmod +x ~/IR.2011/IR2011.sh && ~/IR.2011/IR2011.sh


Espero que gostem.

Sunday, March 20, 2011

Algumas configurações

Aqui vão algumas configurações e dicas que aprendi instalando o Natty.

1. Gnome-panel transparente
Se você já tentou deixar o painel do gnome transparente com o tema "Ambiance", já percebeu que não fica bom:
A solução é editar o arquivo gnome-panel.rc (
gksu gedit /usr/share/themes/Ambiance/gtk-2.0/apps/gnome-panel.rc
) e colocar um "#" antes da linha que contém "
bg_pixmap[NORMAL] = "img/panel.png"
Agradeço ao Andrew

2. Bordas das janelas transparentes
Para isso é preciso editar a entrada
/apps/gwd/
com o
gconf-editor

(o tema que estou usando é Gilouche com cores modificadas)

3. Montar um HD externo com sistema FAT32
Adquiri um NAS que só funciona com o sistema FAT32, que não se monta automaticamente quando o ligo na entrada eSATA. Se eu montar apenas com sudo mount /dev/sdb1 /mnt/minhapasta1 os arquivos ficam todos (temporariamente) pertencendo ao "root", dificultando a manipulação (chown não funciona após o sistema estar montado). 
O jeito de montar definindo as permissões é o seguinte:
sudo mount -t vfat -o rw,umask=0000,uid=1000,gid=1000 /dev/sdb1 /mnt/minhapasta1 
E é assim que você pode ver a id de um usuário: no terminal, digite
id nome_do_usuário 

4. Administrar as senhas guardadas
Digite no terminal:
seahorse 

5. Pasta onde o Nautilus monta uma pasta compartilhada do Samba (smb://servidor/pasta)
~/.gvfs/

6. Modificar um caracter do teclado
É preciso editar o arquivo ~/.Xmodmap (
nano ~/.Xmodmap
). O formato é assim: colocar em cada linha o número da tecla e os caracteres correspondentes (por exemplo:
keycode  51 = bracketright braceright bracketright braceright masculine barkeycode  52 = z Z z Z guillemotleft lesskeycode  53 = x X x X guillemotright greater
)
Os programas a seguir podem ajudar a descobrir qual número corresponde a qual tecla: 
xmodmap -pke
xev 


Um abraço!

Sunday, March 13, 2011

Compiz Desktop Wall

Hoje eu instalei o Natty Narwhal. Apesar de alpha, está razoavelmente estável. Mas o que me deu trabalho mesmo foi o efeito de mudar de área de trabalho deixando o papel de parede e o painel "parados". Achei até que o compiz poderia estar ainda sem essa opção porque o Natty está na versão alpha... 
Bom, o que interessa (especialmente nas [minhas] próximas instalações) é o seguinte:
1. Abrir o ccsm (digite isso no terminal e tecle enter)
2. Ir em "Desktop Wall" > "Viewport Switching" 
3. No campo "Non Sliding Windows" digitar "class=Gnome-panel | type=Desktop" (sem aspas)


É isso aí. 


ps.: para instalar o ccsm: sudo aptitude install compizconfig-settings-manager e os plugins extras: sudo aptitude install compiz-fusion-plugins-extra

Sunday, February 27, 2011

Áudio da conexão HDMI

Fazer o vídeo do HDMI funcionar com a placa GeForce da Nvivia foi fácil, bastou configurar os monitores no Menu > System > Administration > Nvidia X Server Settings. Agora fazer o áudio funcionar deu traballho. Então aqui vai o que deu certo para mim.
Primeiro vamos fazer um backup (lógico): 
sudo cp /etc/pulse/default.pa /etc/pulse/default.pa.backup
Depois iremos editar esse arquivo e acrescentar uma das seguintes linhas:
load-module module-alsa-sink device=hw:1,3 
ou
load-module module-alsa-sink device=hw:1,7 
ou
load-module module-alsa-sink device=hw:1,8 
ou
load-module module-alsa-sink device=hw:1,9 
(para mim funcionou a segunda opção, com o "1,7").
Depois reinicie o computador, vá em Menu > System > Preferences > Sound > Output e escolha a saída para testar.


Agradeço a dica do slimb, neste fórum: ubuntuforums.org/showthread.php?t=1668173


Um abraço!

Saturday, February 26, 2011

Quando usar gksu e gksudo e quando usar su e sudo

Já reparou que em alguns tutoriais se orienta usar "gksu" ao invés de "sudo"? Qual seria a diferença?
Neste site há uma boa explicação para isso: www.psychocats.net/ubuntu/graphicalsudo

Resumidamente:
gksu serve para programas que usam o ambiente gráfico. 
Esse comando não funcionará se você não tiver iniciado o Gnome, e estiver no ambiente terminal. Por outro lado, estando no ambiente gráfico, esse comando não altera as configurações do usuário do programa, como por exemplo o gedit.
sudo serve para programas que rodam no terminal. 
Ele também inicializa programas do ambiente gráfico, mas pode acabar alterando a "posse" do arquivo do usuário para o "root". 


Um abraço!

Sunday, February 20, 2011

"Abrir com" - Associação dos arquivos aos programas

Eu gosto do editor de tags kid3, mas ele resolveu querer abrir as pastas no lugar do nautilus, então fui atrás de como mudar as associações entre programas e arquivos.
Estes são os arquivos que definem as associações entre tipos de arquivos aos respectivos programas. O restante é relativamente auto-explicativo, mas aqui estão mais detalhes: HOWTO: File Associations (Gnome 2.10) 

/usr/share/applications/defaults.list
/usr/share/applications/mimeinfo.cache
~/.local/share/applications/
~/.gnome/share/apps/

Thursday, February 10, 2011

Código de Barras e Código QR

Não é interessante a comunicação do homem com a máquina? Mas atualmente a comunicação ocorre após uma tradução, já que a máquina só lê 0 ou 1. Aqui vai como traduzir um código de barras ou código QR:
1) Instalar zbar-tools (sudo aptitude install zbar-tools)
2) No terminal digite: zbarimg -q -d [caminho para o arquivo]
(por exemplo: zbarimg -q -d ~/Desktop/1.png) 


Então aqui vai um código QR para você decifrar:


E o caminho oposto?
Neste caso uma ferramenta boa é a do Google: http://zxing.appspot.com/generator/

(atualizado em 27/03/2011:)
Outra ferramenta é o qrencode (sudo aptitude install qrencode). No terminal:
qrencode -o ~/Desktop/imagem.png "Este texto vai virar uma imgem que pode ser lida por um computador"
Um abraço!

Tuesday, January 11, 2011

Email pelo terminal

O terminal é uma ferramenta poderosa. Hoje vou explicar como configurar e enviar emails por ele. As orientações originais estão aqui.


1) É preciso instalar alguns programas
sudo aptitude install mailutils mutt msmtp
2) É preciso criar 3 arquivos. Lembre-se de trocar "meu.endereço@de.email" pelo seu endereço de email, e "minha.senha" pela sua senha, etc.


   I) ~/.msmtprc:
account default
host smtp.gmail.com
port 587
from meu.endereço@de.email
tls on
#tls_starttls on
tls_trust_file /usr/share/ca-certificates/mozilla/Equifax_Secure_CA.crt
auth on
user meu.endereço (nome de usuário) 
password minha.senha
logfile ~/.msmtp.log  
   II) ~/.mailrc: 
set sendmail="/usr/bin/msmtp" 
   III) ~/.muttrc: 
## following if want to use msmtp to send mail
set sendmail = "/usr/bin/msmtp"
##
set realname = "vqn laptop"
set from = meu.endereço@de.email
set use_from=yes
set envelope_from=yes
## uncomment following and comment above sendmail line if want to use
## mutt's built-in smtp
##set smtp_url="smtp://username@smtp.gmail.com:587"
##set smtp_pass="my.password"  
3) É preciso modificar as permissões de 2 arquivos: 
chmod 600 .muttrc && chmod 600 .msmtprc
4) Pronto. Para enviar um email faça assim:
echo "Meu primeiro email via terminal" | mail -s "Olá" endereço@de.email
ou teste isto:

curl http://www.whatismyip.org | mail -s "meu ip" endereço@de.email


Um abraço!

Saturday, January 8, 2011

Corpo Humano

Que tal aprender um pouco de anatomia?



Experimente digitar isto no terminal:
chromium-browser --enable-webgl http://bodybrowser.googlelabs.com/body.html#ui=0,0

Wednesday, December 29, 2010

Gnome x LXDE

Hoje comparei o quanto dos processadores cada um dos Desktops (Gnome e LXDE) usa no meu computador. Descobri que no Gnome três programas acabam usando cerca de 2% dos processadores, e se eu não os iniciar, fico com mais de 99% ocioso, como no LXDE (talvez faça diferença em um computador mais antigo).
São eles:

clock-applet (se mostrar os segundos)
compiz (usar "metacity --replace", o que irá deixar o computador sem os efeitos visuais)
multiload-apple (monitor do sistema no painel)


Um abraço!

Thursday, December 23, 2010

Visualizar arquivos xps

No windows, quando alguém quer "imprimir" para um arquivo acaba salvando como "xps". Para visualizar no linux você pode usar um programa do KDE chamado "okular" (sudo aptitude install okular).

Como manter uma versão mais antiga de software no Ubuntu

Neste final de semana eu descobri que o Dell Vostro i7 trava se usar a versão atual do "pm-utils". Com a versão 1.3.0 tudo funciona bem. O problema era que sempre que eu queria atualizar os outros softwares, automaticamente atualizava esse. A solução foi digitar no terminal:
sudo echo pm-utils hold | sudo dpkg --set-selections 
sudo aptitude hold pm-utils


Para conferir se deu certo, digite:
dpkg -l | grep pm-utils


Caso tenha dado certo, deve aparecer um "h" antes do nome do software, mais ou menos isto:
hi  pm-utils


Aqui está a fonte dessas informações: http://linux.koolsolutions.com/2009/03/04/tip-how-to-keep-a-debian-package-on-hold/

VMware

Aqui está o benchmark do xp instalado no VMware. Em destaque o desempenho em 3d.

Tuesday, December 21, 2010

Adendo

Ainda brincando com o VirtualBox, resolvi criar uma nova máquina virtual, desta vez desde a instalação eu configurei com VT-x/AMD-V habilitado, depois eu instalei os Additions do modo correto (nada como ler o manual). Os resultado foram bem melhores. Ainda um pouco inferior ao Wine.

Thursday, December 16, 2010

kvm x VirtualBox

Acredito que eu esteja entre as pessoas mais curiosas que existe. Além do mais, mexer no computador me diverte. Terminei a comparação kvm x VirtualBox. Não foi simples instalar e fazer tudo funcionar com o kvm especialmente porque várias vezes a máquina virtual travou quando quis pausá-la. No final, descobri que eu não tinha habilitado a virtualização na minha Bios, então refiz o teste com o VirtualBox (com melhores resultados). 
Minha conclusão: a diferença entre os dois em termos de velocidade é pouca, a não ser pelo desempenho do disco, mas talvez isso seja um bug: veja no phoronix. O VirtualBox é muito mais fácil de usar e nunca me obrigou a ficar re-iniciando o computador diversas vezes.

Os gráficos:

kvm:























VirtualBox: